sexta-feira , 28 abril 2017
Últimos artigos
 

Inicio » Geral » Porquê um Sistema de Controle de Versão?

Porquê um Sistema de Controle de Versão?

[section_title title=First page title]

operacoes_basicas_centralizadoPorquê um Sistema de Controle de Versionamento?

Um sistema de controle de versão (ou versionamento), VCS (do inglês version control system) ou ainda SCM (do inglês source code management) na função prática da Ciência da Computação e da Engenharia de Software, é um software com a finalidade de gerenciar diferentes versões no desenvolvimento de um documento qualquer. Esses sistemas são comumente utilizados no desenvolvimento de software para controlar as diferentes versões — histórico e desenvolvimento — dos códigos-fontes e também da documentação.

Esse tipo de sistema é muito presente em empresas e instituições de tecnologia e desenvolvimento de software. É também muito comum no desenvolvimento de software livre. É útil, em diversos aspectos, tanto para projetos pessoais pequenos e simples como também para grandes projetos comerciais.

Entre os mais comuns encontram-se as soluções livres: CVS, Mercurial, Git e SVN; e as comerciais: SourceSafe, TFS, PVCS (Serena) e ClearCase. O desenvolvimento de software livre prefere o SVN que vem substituindo o clássico CVS. Muitas empresas também adotam o SVN, embora algumas empresas prefiram uma solução comercial, optando pelo ClearCase (da IBM) ou Team Foundation Server (da Microsoft). Optar por uma solução comercial geralmente está relacionada à garantia, pois as soluções livres não se responsabilizam por erros no software e perdas de informações1 , apesar das soluções livres poderem ter melhor desempenho e segurança que as comerciais. As soluções comerciais apesar de supostas garantias adicionais não garantem o sucesso da implementação nem indenizam por qualquer tipo de erro mesmo que comprovadamente advindo do software.

A eficácia do controle de versão de software é comprovada por fazer parte das exigências para melhorias do processo de desenvolvimento de certificações tais como CMMI e SPICE.

Principais vantagens:

As principais vantagens de se utilizar um sistema de controle de versão para rastrear as alterações feitas durante o desenvolvimento de software ou o desenvolvimento de um documento de texto qualquer são:

Controle do histórico: facilidade em desfazer e possibilidade de analisar o histórico do desenvolvimento, como também facilidade no resgate de versões mais antigas e estáveis. A maioria das implementações permitem analisar as alterações com detalhes, desde a primeira versão até a última.

Trabalho em equipe: um sistema de controle de versão permite que diversas pessoas trabalhem sobre o mesmo conjunto de documentos ao mesmo tempo e minimiza o desgaste provocado por problemas com conflitos de edições. É possível que a implementação também tenha um controle sofisticado de acesso para cada usuário ou grupo de usuários.

Marcação e resgate de versões estáveis: a maioria dos sistemas permite marcar onde é que o documento estava com uma versão estável, podendo ser facilmente resgatado no futuro.

Ramificação de projeto: a maioria das implementações possibilita a divisão do projeto em várias linhas de desenvolvimento, que podem ser trabalhadas paralelamente, sem que uma interfira na outra.

Para mais detalhes consulte http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_de_controle_de_vers%C3%A3o



0 Comentário

Deixe o seu comentário!

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com